Escrito por José Borlido

78ccsenhorasRealizou-se de 13 a 16 de março no Centro Paulo VI, o 78º. Cursilho de Cristandade de Senhoras da nossa Diocese, em que participaram 13 novas Cursilhistas VI, vindas dos Arciprestados de: Arcos de Valdevez, Caminha e Viana do Castelo.
Foi Reitora do Cursilho a Dirigente Nazaré Cesaltina Asseiro, de Reboreda, Vila Nova de Cerveira, que coordenou uma equipa de 11 Dirigentes do MCC.

Escrito por José Borlido

2019 02 04 00002Realizou-se no dia 04 fevereiro de 2019 Cristandade, a 7ª. Sessão de Escola do MCC, em que foi palestrante Joaquim Mota, Presidente do Secretariado Nacional dos Cursilhos de Cristandade, que apresentou o tema: “MCC – CAMINHO DE EVANGELIZAÇÃO”.

O Palestrante começou por referir que, sempre que lemos sobre o Movimento, encontramos coisas novas; É assim com Cristo: Em seguida deu-nos uma descrição dos Cursilhos de Cristandade, desde a origem e fundação em Palma de Maiorca, decorria o ano de 1949, entrado em Portugal pela Diocese de Leiria Fátima, realizando-se em Fátima o 1º. Cursilho, a 28 de novembro de 1960, quando era Bispo D. José Fernandes, que na altura fez a afirmação: “A Obra nasce em Fátima nunca acabará”.

Escrito por José Borlido

2019 02 18   8escola d. anacletoNo passado dia 18 de fevereiro, no Centro Paulo VI, realizou-se mais uma Sessão de Escola do MCC «Movimento dos Cursilhos de Cristandade» em que foi palestrante o Bispo Diocesano D. Anacleto Oliveira, que apresentou o tema “O Evangelista do ano «S. Lucas» ”.

No início da Sessão, D. Anacleto Oliveira, apresentou o 1º. Volume da nova tradução da Bíblia, de cuja equipa coordenadora foi Presidente e cujo prefácio é por si assinado e que suscitou grande curiosidade por parte dos presentes na Sessão.

Escrito por José Borlido

2019 01 21 00006Realizou-se no dia 21 de janeiro de 2019 Cristandade, a 6ª. Sessão de Escola do MCC, em que foi palestrante o Padre Christopher de Sousa, pároco de Santa Marta de Portuzelo; que apresentou o tema: “Evangelii Gaudium – O compromisso comunitário na Evangelização”

O Padre Christopher começou a sua reflexão referindo que: existe hoje uma crise no compromisso comunitário, sendo importante que nos deixemos guiar pelo Evangelho de Jesus Cristo, dando-nos em seguida uma imagem das opções das pessoas «na sociedade de hoje»; a dependência das novas tecnologias, em detrimento do relacionamento humano, mostrando-nos as várias vertentes dessa dependência como: os médios, os computadores, os telemóveis, entre outras.