87.º CC Homens

Presidido por D. João Lavrador

Dia de Espiritualidade do MCC

17/12/2023

3.ª Escola: Dr. Paulo Ferreira

04/12/2023

2.ª Escola: por P. Christopher Sousa

13/11/2023

1.ª Escola: por D. João Lavrador

30/10/2023

Facebook do MCC Viana

Cursilhos nas redes sociais

Escrito por Secretariado Diocesano dos Cursilhos de Cristandade

saopauloHoje dia 25 de janeiro é dia de São Paulo, patrono e inspirador dos Cursilhos de Cristandade e o Secretariado do Movimento dos Cursilhos de Cristandade da nossa Diocese, «em tempo de pandemia» em que as nossa Igrejas estão fechadas devido ao confinamento; partilha este texto da biografia de São Paulo,  para nos ajudar a viver estes tempo de pandemia com a visão forte na Fé em Cristo Jesus, ao exemplo de São Paulo na certeza de que o Senhor Jesus, com o eu amor Paternal, nunca nos abandona, por mais difíceis que se nos apresentem os dias que estamos a viver.

Escrito por José Borlido

ABERTURA DA ESCOLA DO MCC 2020 SITE MCC f1Teve lugar no passado dia 12 de outubro, pelas 21,15 horas no Auditório do Centro Paulo VI em Darque, a sessão de abertura da “Escola do MCC”.

A Sessão teve início com a celebração de uma Eucaristia, presidida pelo Diretor da Escola Monsenhor Manuel José da Costa Azevedo Vilar e concelebrada pelo Assistente Espiritual do Movimento, Padre Manuel José Torres Lima, em sufrágio de D. Anacleto.

Na homília o Monsenhor Vilar, convidou todos os presentes e todos os Cursilhistas e não Cursilhistas« que também podem frequentar a Escola» a que venham à Escola, pois todos sairemos mais enriquecidos, tendo concluído: tal como cantamos “Somos as Pedras Vivas do Templo do Senhor” e queremos ser pedras vivas e trazer outros para que sejam pedras vivas do mesmo Templo do Senhor.

Escrito por Secretariado do Movimento dos Cursilhos de Cristandade da Diocese de Viana do Castelo

O nosso estimado e querido Bispo Diocesano D. Anacleto Oliveira, deixou-nos inesperadamente, de forma trágica no dia 18 de setembro de 2020.

Este é um momento de grande tristeza e dor pela perda irreparável do nosso Bispo, grande amigo do Movimento dos Cursilhos de Cristandade e de todos os Cursilhistas da Diocese bem como de todos os diocesanos que ele muito amava.

O D. Anacleto era TUDO…para todos!

Grande entusiasta do Movimento dos Cursilhos de Cristandade da nossa Diocese, fazia questão de estar sempre presente nos momentos mais importantes do Movimento, mesmo que isso constituísse sacrifício acrescido às muitas missões como Pastor Diocesano.

Nunca escondeu a sua alegria em participar nas Clausuras dos Cursilhos, das quais dizia: “sempre levo das Clausuras mais do que aquilo que trago, faz-me bem-estar aqui convosco e sentir esta alegria do vosso encontro íntimo com Cristo. Não imaginam o bem que me faz participar nas Clausuras!”

Numa das últimas Clausuras de encerramento de um Cursilho de Cristandade, fez questão de referir que, nestes 10 anos como Bispo desta Diocese: “nunca faltei a uma Clausura de encerramento de um Cursilho, nem às Ultreias Diocesanas anuais”.

O mesmo acontecendo com a Escola do MCC em que sempre marcava presença presidindo à sessão de abertura da Escola e ao seu encerramento no final das atividades anuais, sendo conferencista em duas das Sessões de Escola em cada ano.

Sempre pronto «como os amigos verdadeiros» a dizer sim aos convites do Secretariado Diocesano do MCC, para estar presente em várias reuniões ou encontros da vida do MCC.

Amigo, simpático, acolhedor, de empatia imediata, o nosso querido Bispo D. Anacleto, tinha sempre palavras de estímulo e incentivo, que tantas vezes atenuavam as normais dificuldades e constituíam o antídoto necessário para continuar na caminhada de Envangelização deste Movimento de Igreja, sobretudo através da realização dos Cursilhos de Cristandade, da Escola do MCC, das Ultreias e nos ambientes do dia a dia de cada Cursilhista.

Neste contexto e tendo como reflexão S. Paulo, Patrono dos Cursilhos de Cristandade, tantas vezes D. Anacleto realçou a importância deste Movimento de Evangelização na nossa Diocese, através da sua ação Evangelizadora insubstituível, porque se desenrola predominantemente nos ambientes de cada um, onde tudo se desenrola.

Pela fé, acreditamos que Deus na Sua infinita Misericórdia, já o acolheu na Sua Glória e rogamos que junto de Deus, interceda por este Movimento e por toda a Igreja Diocesana de Viana do Castelo.

D. Anacleto ficará para sempre no nosso Coração, como ficam os verdadeiros amigos.

Obrigado profundo, D. Anacleto! Encontrar-nos-emos no Céu em “De Colores”!

Até à Eternidade!

Saudade…do Secretariado do

Movimento dos Cursilhos de Cristandade da Diocese de Viana do Castelo

Escrito por José Borlido

2020 03 02 00002A 9ª. Sessão de Escola do MCC, realizou-se no dia 2 de março e teve como conferencista o Padre Bruno Gonçalves, que abordou o tema: “Não vim chamar os justos, mas sim os pecadores” (Mc.2,17b) - Acolher à maneira de Jesus

O Padre Bruno começou por realçar a misericórdia de Jesus sobre o ser humano, sintetizada na passagem do Evangelho em que o Senhor diz: “Não foram os justos que Eu vim chamar, mas os pecadores” O amor misericordioso e gratuito que brota em Jesus e a misericórdia que aproxima e acolhe os pecadores reconciliados com Deus. Perdoar, acolher é sinal de fortaleza e mostra a vontade de restaurar o pecado.

Escrito por José Borlido

2020 02 03   escola padre daniel 3A 7ª. Sessão de Escola do MCC, realizou-se no dia 03 de fevereiro, em que foi conferencista o Padre Daniel Rodrigues, que abordou o tema: Acolhimento e Comunhão Eclesial – Paróquia e Movimentos.

O Conferencista começou por vincar uma passagem do Evangelho em que o Senhor diz: “Eu não vim chamar os justos, vim chamar os pecadores”.

Amor gratuito que brota em Jesus, em cuja misericórdia é superior à lei, perdoar e acolher é sinal de fortaleza, mostra a vontade de retribuir ao pecador a oportunidade de restaurar o pecado.

A misericórdia aproxima e acolhe os pecadores com Deus. A verdadeira Igreja é composta por muitos pecadores; nada mais sagrado no Evangelho do que a Misericórdia.

Escrito por José Borlido

2020 01 20   6sessaoescola 2Realizou-se no dia 20 de janeiro a 6ª. Sessão de Escola do MCC, em foi conferencista o Monsenhor, José Fernando Caldas, que apresentou o tema: Carta Pastoral da CEP (Conferencia Episcopal Portuguesa) - “A alegria do amor no matrimónio cristão”.

O Monsenhor José Caldas, começou por referir a necessidade de reforçar a educação dos nossos filhos, porque os pais são os primeiros formadores «e catequistas» dos filhos.

Escrito por José Borlido

2020 03 14Realizou-se entre os dias 11 e 14 de março o 80º. Cursilho de Cristandade de Senhoras da nossa Diocese, em que fizeram o Cursilhos 11 Senhoras, vindas dos Arciprestados de Caminha, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Espinho/Diocese do Porto.

O Cursilho teve início pelas 19,00horas do dia 11 e realizou-se como habitualmente no Centro Pastoral Paulo VI em Darque.

Escrito por José Borlido

escola padre domingos meira 2Realizou-se no dia 6 de janeiro a 5ª. Sessão de Escola do MCC, em foi conferencista o Padre Domingos Meira, que abordou o tema: Exortação Apostólica Pós-Sinodal “Cristus Vivit” (Cristo Vive) do Papa Francisco.

O Conferencista começou por falar sobre o Sínodo dos Bispos, dedicado aos jovens, que culminou com a Carta Encíclica “Cristo Vive” dedicada aos jovens e a todo o povo de Deus; Nesta Exortação o Papa Francisco refere a importância de ouvir os outros, mesmo aqueles que estão fora da Igreja, apontando figuras do Antigo Testamento e também do Novo Testamento; privilegiando a parábola do “Filho Pródico ou o Pai da Misericórdia” e o do “Jovem Rico”.