Escrito por José Borlido

ULTREIA REGIONAL ARCOZELO 2 2Teve lugar no passado dia 10 de outubro, pelas 21,00 horas, no Salão Paroquial de Arcozelo, Ponte de Lima, a Ultreia Regional para os Arciprestados de Ponte de Lima, de Arcos de Valdevez, Ponte da Barca e Ponte de Lima.

A mesa da Ultreia foi constituída pelo padre Ricardo Miguel de Araújo Barbosa, Pároco de Arcozelo e Bertiandos, ladeado pelo Padre Manuel José Torres Lima, Assistente Diocesano do MCC, Conceição Ponte, Presidente do Secretariado e José Araújo, Reitor e Rolhista da Ultreia.

Esteve igualmente presente todo o Secretariado Diocesano do MCC, o Padre Manuel de Almeida e Sousa, pároco da Ribeira e Serdedelo, do Arciprestado de Ponte de Lima e o Padre Joel Gomes de Brito, pároco de Alvora, Extremo, Padroso e Portela, do Arciprestado dos Arcos de Valdevez e um grande numero de Cursilhistas, vindos dos vários Arciprestados da Diocese, e em maior número dos Arciprestados da área da Ultreia.

A Ultreia teve início com a evocação do Espírito Santo e a leitura do Evangelho de S. Mateus 22,1-14 a que se seguiu a “Reunião de Grupo”, com grupos de Cursilhistas previamente e formados aleatoriamente com Cursilhistas dos vários Arciprestados.

Seguiu-se a Ultreia em que foi Rolhista o Cursilhista de Arcozelo, José Araújo, que em ano do Centenário das Aparições de Fátima, apresentou o Rolho “Maria a Mãe da Evangelização” baseado na Exortação Apostólica do Papa Francisco; EVAGELII GAUDIUM “A Alegria do Evangelho”, começando por referir ser Maria a Rainha da Evangelização, sem a qual não teremos nova Evangelização, tão premente nos dias de hoje; no Tabernáculo da Igreja Maria permanecerá até ao fim do mundo, Ela é a mãe de todos os que sofrem as dores do parto até que surja a justiça; em Maria os Cristãos encontram a força de Deus para os seus sofrimentos;

Há um estilo Mariano na acção Evangelizadora da Igreja; fixemos o olhar em Maria para que nos ajude a avançar na nova Evangelização.

Seguiram-se as ressonâncias ao Rolho por um Cursilhista de Vila Fonche, Arcos de Valdevez, uma Cursilhista de Sandiães, Ponte de Lima e um Cursilhista de Vila Franca, Viana do Castelo.

O Rolho Místico esteve a cargo do Padre Ricardo Barbosa, que centrou a sua Reflexão na necessidade de os Cristãos e naturalmente de um modo mais exigente os Cursilhistas, terem uma referência começando por questionar os presentes; Como estão as nossas referências? Nós hoje não temos uma referência e por isso andamos dispersos na nossa fé como Cristãos.

A única referência para nós Cristãos surgiu há mais de 2.000 anos, essa referência è Cristo. Temos que centrar a nossa vida de Cristãos na referência que é Cristo. Tudo nos tem que encaminhar para a única referência que temos que é Cristo e depois sim falemos de Obras Apostolado e de Movimentos e da Igreja.

O Padre Ricardo terminou sua reflexão lembrando a mensagem do Para Francisco para o mês das Missões em que refere; “Os jovens são o futuro da Missão”- Tenhamo-los presentes no nosso Apostolado e procuremos entusiasma-los a frequentar um Cursilho de Cristandade, para melhor conhecerem a Cristo que os ama.

Depois de uma breve saudação do Assistente Espiritual do MCC, Padre Torres Lima, usou da palavra a Presidente do Movimento Conceição Ponte para lembrar a abertura da Escola de Dirigentes do MCC no próximo dia 16 de outubro com a presença do nosso Bispo D. Anacleto Oliveira e recordar a necessidade de os Cursilhistas fazerem desde já Pré-Cursilho para os Cursilhos Programados para 2018 de acordo com o calendário de actividades do MCC, já distribuído a todos os Centros de Ultreia e que pode ser consultado no site do MCC.

A Ultreia terminou com a Oração a Maria, com que o Papa Francisco encerrou a Exortação Apostólica Evangelii Gaudium (a alegria do Evangelho) em 24 de Novembro de 2013 e uma Oração de agradecimento ao Senhor Jesus, por mais esta Ultreia Regional; a que se seguiu um alegre e saudável convívio partilhado.

Veja as fotografias deste evento.